Mercado do Café - 21/11

Mercado Físico - Café Arábica
Cidade / Estado
Cotação (R$)
Anterior
Guaxupé - MG

497,00

515,00

Cerrado - MG (Fino/Extra - Carvalhaes)*
550,00
530,00
Araguari - MG
490,00
500,00
Patrocínio - MG
480,00
510,00
Marília - SP
470,00
500,00
Franca - SP
520,00
495,00
Maringá - PR
405,00
410,00
Vitória - ES [ Conillon ]
280,00
285,00
Fonte: Cooperativas e Corretores

NY despenca mais de mil pontos com indicação de chuvas no Brasil; USDA revisa para cima safra 2014/15

A Bolsa de Nova York (ICE Futures US) para o café arábica encerrou esta quinta-feira (20) com queda expressiva em relação à sessão anterior com previsão de chuva volumosa no cinturão produtivo do Brasil e a estimativa do USDA que elevou para cima a safra atual.

O vencimento dezembro/14 registrou 187,70 cents de dólar por libra peso com baixa de 1015 pontos, o março/15 anotou 188,85 cents/lb com 1025 pontos de recuo, o maio/15 teve 191,20 cents/lb também com desvalorização de 1025 pontos e o julho/15 encerrou a sessão cotado a 193,40 cents/lb com 1010 pontos negativos.

De acordo com o diretor de commodities agrícolas da Newedge, Rodrigo Costa, o mercado na sessão anterior realizou vendas. Porém, hoje os envolvidos tiveram maior percepção da realidade climática e precificaram a previsão de chuva volumosa nos próximos dias no Sudeste brasileiro.

“O mercado sabe da seca, da diminuição da safra atual e da próxima e os preços vão se ajustando. Mas percebe-se que a chuva induziu a florada e isso acaba mostrando para os investidores que o café se recuperou de alguma forma”, afirma o analista.

Mercado interno

O físico apresentou variações expressivas influenciado pela queda das cotações em Nova York. Na maior parte das praças os preços caíram em relação ao dia anterior.

O tipo cereja descascado teve maior queda na cidade Espírito Santo do Pinhal-SP e está cotado a R$ 500,00 a saca com recuo de 9,09%, o maior valor de negociação foi na cidade de Guaxupé-MG com R$ 560,00 e desvalorização de 1,75%.

O tipo 4/5 de café arábica também anotou maior valor na cidade com R$ 550,00 a saca e queda de 1,79% em relação ao dia anterior, a cidade que apresentou maior queda para o tipo foi Varginha-MG, onde a saca está cotada a R$ 495,00 com baixa de 5,71%.

O tipo 6 duro anotou maior valor em Guaxupé-MG com R$ 497,00 a saca e apresentou maior queda em Marília-SP com recuo de 6,00% em relação ao dia anterior e a saca está sendo negociada por R$ 470,00.

Na quarta-feira (19), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 registrou alta de 5,96% e está cotado a R$ 495,93 a saca de 60 kg.

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, o indicador subiu na quarta com a alta nas bolsas internacionais que aqueceram as negociações no mercado doméstico. Na parcial do mês, a alta já é de 12%.


Indicador Cepea

O indicador diário do café arábica Cepea/Esalq encerrou em queda (-4,43%) nesta quinta-feira, sendo cotado a R$ 473,98. O indicador para o café conillon apresentou alta de +0,19%, sendo cotado a R$ 281,79.

Indicador Cepea/Esalq
Data
Arábica
Conillon
20/11
473,98
281,79
19/11
495,93
281,25
18/11
468,05
279,56
13/11
464,89
277,63
 
Análise de Mercados:
Fernando Peternelli [ www.peternelli.com.br ]

FJ CONSULTORIA AGRÍCOLA